Contos Hot

Matando a sede

Eu acordo no meio da noite e vou tomar uma água. Vou pelado até a geladeira e pego água pra matar minha sede. Volto e olho você dormindo nua entre os lençóis – totalmente relaxada e serena.

Paro na porta e fico olhando o contorno do seu corpo. Vejo seus pés que adoro por serem pequenos e lindos. Vejo o lençol envolvido entre suas coxas e vejo um pouco da sua bunda linda empinada, mesmo dormindo. O lençol passeia pela sua respiração, vejo um pouco da sua barriga e um pedaço do seu seio direito. Seu mamilo estava relaxado, pedindo para ser chupado até voltar ao seu estado natural… bem durinho e firme pronto para ser tocado a todo instante.

Sua respiração é muito tranquila. Vou detalhando seu corpo na minha mente, enquanto você dorme, para não esquecer das suas curvas que me fizeram perder o rumo. Foi então que, num movimento lateral de perna, eu me deparo com ela, sua boceta, repousando tranquila depois de ter fodido e gozado muito dentro dela algumas horas antes.

Ela ali relaxada e serena como a dona. Ela é linda, apertada, lisinha. Eu me aproximo da cama pra olhá-la mais de perto e mais um movimento de perna faz com que ela se abra um pouco e esse pouco faz minha sede voltar. Minha sede, nessa hora, não se mata.

Eu, lentamente, puxo o lençol para o lado e fico bem quieto no meia das suas pernas. Olho e vejo que você continua dormindo. Não resisto e começo a beijar bem lentamente suas coxas que vão me levar até ela: sua boceta que tanto adoro chupar. Vou me aproximando lentamente e seu corpo começa a perceber minha presença por ali. Começo a beijar em volta sua virilha e vou bem lentamente beijando os lábios da sua boceta.

Com um beijo de leve e intenso, minha língua entra dentro dela e começa a rodar com força. Você começa a sentir alguma coisa, mas ainda não acorda. Suas pernas começam e se mover para que minha cabeça entre mais dentro de você. Nesse momento, minha língua passeia por dentro da boceta rodando bem devagar e, num movimento, subo até o seu grelo e lá permaneço apenas com a ponta da minha língua. Com a ponta da língua, eu faço um movimento bem lento e firme subindo e descendo no grelo. Fico concentrado nele até que sinto sua mão puxando meu cabelo e escuto o primeiro gemido.

Ah, se você soubesse o tesão que tenho quando puxa meu cabelo e dá esse gemido. Só deu tempo de você falar: Ai, gostoso, é assim que você me acorda??? AAAAIIIIIIII. Eu: sua boceta me chamou… agora aproveita. Assim comecei a chupar de maneira mais intensa. Minha língua passeia pelo grelo e desce até o fundo da boceta, entrando e rodando lá dentro e subindo para o grelo. Quero explorar cada canto dela pra saber onde você gosta mais.

Suas pernas se abrem cada vez mais. Sua mão me puxa cada vez mais para dentro de você e eu mantenho uma calma que te dá muito tesão. Minha língua passeia pela sua boceta sem voracidade e, sim, com leveza. Apenas quando sinto que cheguei num ponto onde você gosta, me mantenho ali por um tempo com uma língua macia e firme pra você se sentir tocada e explorada.

Minha mão já te puxa para minha boca, apertando sua bunda com força, seus gemidos vão aumentando. Meu pau lateja de vontade de você, mas eu quero que goze na minha boca. Aperto sua bunda com mais força e me concentro agora apenas no seu grelo. Começo a rodar em volta dele e, enquanto foco no seu grelo, cometo o pecado de colocar dois dedos no fundo da sua boceta. Você grita e eu enfio mais e mais.

Vou lambendo seu grelinho bem gostoso e meus dedos entram na sua boceta. Faço o movimento como se quisesse trazê-la para mim. Meus dedos entram e vem raspando a parte de cima da sua boceta, pressionando com força. Mas faço isso bem devagar pra você sentir a pressão. Quando eu puxo meus dedos, minha língua fica mais intensa no seu grelo. Seus gemidos estavam cada vez maiores. Sinto que seu gozo está pra chegar a qualquer momento e fico louco de tesão com isso.

Meu dedo entra e sai com força e minha língua está louca na sua boceta molhada de tesão. Você já estava gritando. Suas pernas dobraram e você me travou com as pernas. Vi, em um relance, você segurando bem forte no lençol porque estava a ponto de explodir. Foi, então, aquele grito de tesão que ficou na minha imaginação como o seu corpo desenhado.

Você grita de prazer e eu sinto o gosto do seu gozo na minha boca e chupo com mais vontade ainda. Você tenta afastar meu rosto da sua boceta, mas eu quero estar ali para aproveitar cada gota daquele gozo que eu queria muito. Nossa, que tesão que você é. Eu saio depois que chupo bem e deixo você quieta por um minuto pra sentir seu corpo e toda aquela explosão de prazer que te fez acordar.

Eu olho para você, dou um sorriso safado e você, com cabelo bagunçado e suada, olha pra mim e dá outro sorriso safado. Eu me deito do seu lado com o pau latejando e apenas te abraço, coloco ele na sua boceta molhada e gozada e falo: Deixa eu dormir aqui? Você ri e empina sua bunda pra meu pau entrar mais ainda na sua boceta. Nós nos abraçamos e dormirmos.

Pseudônimo: Carioca1984

Despudoradx

De algum lugar do Brasil e, é claro, com bastante tesão.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.