HomeContos HotLoucuras picantes de Jhon e Bia

Loucuras picantes de Jhon e Bia

Era uma quinta-feira chuvosa e fria. Sou Bia. Servidora pública. Trabalhei pela manhã e almocei rapidinho para ir fazer um pagamento no banco. Estacionei o carro num estacionamento de costume próximo ao banco. Ao entrar na agência, deixei as chaves e o celular antes da porta giratória e entrei no banco. Ao pegar a senha e me dirigir para pagar, fui informada que só as 14 horas. Preocupei, pois tinha que retornar ao trabalho antes das quatorze. Mas, ao passar em frente à mesa do Gerente, me informei e o mesmo falou para ir no primeiro andar que conseguiria pagar o que precisava.

Assim que cheguei, fui ao caixa e então percebi que as chaves que peguei lá embaixo não eram as minhas. Desci e pedi ajuda ao segurança que, sem êxito, me disse: não encontrei quem levou suas chaves. Senti algo tipo estas ferradas. Em meio ao meu desespero, surge Jhon. Um segurança educado. E tentou me acalmar. E ai conversamos. E até me fez rir. Daí disse que me levaria para pegar a cópia das chaves. E eu nem pensava. E ai pensava: nem em casa posso ir. Até que lembrei que um amigo Lula tinha ficado com uma cópia de lá de casa. Entre tantos caos, uma boa notícia.

Jhon me disse: te levo para pegar as chaves. Meio sem graça, aceitei. Até as quatro aguardei que minhas chaves fossem devolvidas e nada. Nesse ínterim, Jhon foi lanchar próximo ao banco e ainda me pagou um caldo de cana. Sempre gentil e extremamente simpático. Então a chuva aumentou e ele de moto. Foi tão cuidadoso que passou na lavanderia e pegou seu agasalho branco pra me esquentar. Ai seguimos para o Shopping, chuva e frio para pegar as chaves. Ao retornamos, lembrei que precisava passar na farmácia e ele mais uma vez não hesitou em me ajudar. Ao chegarmos na porta da minha casa, ele estava encharcado e eu perguntei se queria subir. Ele disse que sim.

Chegando, tirou a camisa e as meias. Percebi um corpo sensual com tatuagens e eu agradeci de novo por te me ajudado.. Então, conversamos mais de mim e ele estava com muito frio. Depois de um tempo, falou que ia embora e veio me dar um beijo no rosto de despedida. Só que falou que queria fazer algo. Então aconteceu um beijo desses bons e nos beijamos muito aquele beijo de língua intenso. Suas mãos adentravam nos meus cabelos e apertava meus peitos Sem parar. Era uma sensação boa. Contudo, era o nosso primeiro encontro. Tentei resistir. Mas não consegui, Jhon pegava forte, deliciosamente gostoso e sensual.

Daí fomos para o sofá e sua mãos percorriam meu corpo bem como sua língua me chupando, fazendo eu gozar em sua boca. Jhon me tocava com sua língua quente com tanta intensidade que faltava o ar. Começou a me chupar com tanta avidez a ponto de rasgar a minha calcinha e me deixar toda molhadinha. Isso só fazia aumentar o tesão e eu já estava entregue. Suamos muito. Na minha cabeça, eu queria entender, mas não dava. Era uma sensação doida e deliciosa. Era um prazer enlouquecedor. A sala ficou pequena pra tanto prazer.

De repente, já me peguei chupando ele também, engolindo seu membro todinho na minha boca sedenta de prazer. Ouvia seus gemidos…e me mordeu no braço direito, me deixando mais excitada ainda, nos estapeamos na cara para apimentar o momento. E me chamou de safada, puta e cachorra. Adorei demais. Eu prontamente falei que ele era safado, puto e cachorro. O mais incrível para mim: eu tinha a sensação de conhecê-lo há muitos tempo. Era uma sensação nova, mas familiar. Muito louco.

Em meio a esse turbilhão, fizemos amor e ele gozou no meu corpo me dando um banho delicioso e quente. Mas como disse: Jhon, em breve nos encontraremos para terminarmos o que começamos. Ficou uma sensação de não finalizado e um quero de novo.

De uma leitora baiana e despudorada.

Gostou? Compartilhe
Quantas estrelas merece esse artigo?

Baiana. Graduada em Letras Vernáculas e em Jornalismo. Realizou pesquisa em Análise do Discurso, estudando a produção do discurso pornográfico. Descobriu-se apaixonada por assuntos relacionados ao sexo e a sexualidade. Adora brincar com as palavras e fotografias.

luu.rosarioo@gmail.com