Sem Tabus

Nojo de fazer sexo oral em mulheres. Confere, rapazes?

Em 2014 saiu uma pesquisa realizada pela Sex Wipes e que até hoje repercute nas mídias sociais. A Sex Wipes é uma empresa, na época recém chegada no Brasil, que vende lenços umedecidos para higiene íntima e chegou gerando a maior polêmica: 78% dos homens têm nojo de fazer sexo oral em mulheres. Mas como assim?! Foi essa a pergunta que me fiz. Claro que eu não imaginava que todos os homens gostassem da nossa menininha dos olhos, mas a porcentagem foi muito alta e os homens justificaram-na fazer, mesmo com nojo, pelo fato de buscar agradar a mulher, de ser um ato sem pensar devido ao tesão (porque se fosse racional, teriam nojo e não fariam), pelo medo de serem considerados gays ou de serem traídos por não cumprirem com esta função durante o ato sexual. Para completar, eles alegaram que o nojo advém do fato de a vagina ser muito úmida, ter pelos, cheiro e gosto ruim, aspecto desagradável e até mesmo por medo de pegar doenças sexualmente transmissíveis, por questões religiosas e por falta de confiança ou vontade da parceira.

Acredito que o sexo é uma prática que envolve intimidade máxima e, portanto, não pode ter frescuras. Quem sente nojo de fazer isso e aquilo não alcança o êxtase completo porque fica limitado. Além do mais, os envolvidos não podem ser egoístas, visto que este é um ato compartilhado. Assim como eu quero sentir prazer, eu o ofereço e é essa troca que possibilita o orgasmo. A palavra nojo para este momento entre duas ou mais pessoas caracteriza uma falta de entrega, pelo menos é assim que penso quando vivencio o sexo. Durante a relação, a vagina e o pênis são protagonistas. Parece que quando nos dispomos a transar, eles entram em cena para atuar em todos os papeis que lhes forem oferecidos. Então, pergunto novamente: Pra quê nojo? No entanto, gosto é gosto, né?

Assim como tais entrevistados, já ouvi muitas mulheres também dizerem que tem nojo de fazer sexo oral em homens e de manifestarem sua preocupação dele ejacular enquanto ela está com a boca na botija. Conforme elas, o sêmen é nojento e tem gosto ruim. Sinceramente, eu acho tudo uma delícia. Além disso, os pelos também são considerados vilões em ambos os sexos na hora do oral – sou a favor de mantê-los aparados. Em relação ao cheiro, é claro que não será legal se a higienização não for bem feita. O suor e o fato da genitália ficar abafada pela roupa intima favorecem um odor um pouco forte, então um banho antes e um cuidado diário é essencial. Se o odor for muito intenso, é importante procurar o médico. Além desses cuidados, fazer exames anualmente ou semestralmente é importante para qualquer um e garante a saúde e a segurança no momento de se relacionar.

Uma coisa, que vale a pena salientar, é certa: a nossa sociedade é machista demais para que o homem tenha medo de ser visto como gay por não ter disposição para o sexo oral em mulheres. A nossa sociedade é moralista demais para não torná-lo disposto por questões religiosas. Quando assistem filmes pornôs, será que pensam o quê? E ser gay é simplesmente não gostar de vagina?  É considerar isso um desvio? Não fazer sexo oral é apenas não ceder ao sexo em sua completude ou é uma questão de gosto, não podemos julgar.

Quando soube dessa pesquisa, conversei com alguns homens e todos eles acharam loucura o resultado. Todos alegaram adorar o gosto e a prática, apesar de alguns salientarem que nem todas as vaginas são bonitas e dão tanto prazer. Mas nem tudo é lindo, né gente? Cada um tem seu gosto – em relação a tudo na vida. As mulheres que conversaram comigo também alegaram que nunca ficaram com um homem que demonstrasse não sentir prazer ao fazer sexo oral nelas. Enfim, independente do resultado da pesquisa, saibam – homens – que higienização e sexo de todas as formas é tudo. Se não tiver tão a fim por fatores resolvíveis, então dá um jeitinho de resolver e caia de boca – vai que desfazendo alguns desentendidos, você não gosta, hein?

Não faço parte dessa margem abestada dos homens. Adoro chupar uma bucetinha limpinha e cheirosinha.
– Leitor Pudor Nenhum

 

Acho que tem alguma coisa que não confere. Pelo menos aos homens da minha geração, não tenho do que me queixar..rsrsrs.
– Leitora Pudor Nenhum

Avatar

Jornalista. Baiana. Leonina. Apaixonada por tudo o que diz respeito a sexo e sexualidade. Palavras e fotografias são suas taras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.