HomeContos HotA gostosa da faculdade [PARTE 2]

A gostosa da faculdade [PARTE 2]

A GOSTOSA DA FACULDADE [ PARTE 2]
Para quem não viu a parte 1, acesse A gostosa da faculdade.

Mas de repente… Alguém abre a porta…
Assustados, olhamos e era uma estudante de Jornalismo, que volta e meia sempre estava lá no laboratório, pois era amiga de um dos integrantes… Enfim… Nos olhamos assustados, naquela cena constrangedora, e mil coisas se passaram pela cabeça, porém, a estudante de jornalismo (vamos titulá-la como ‘L’ ) reagiu de uma forma inusitada. Ao invés de gritar, sair correndo ou algo do tipo, ela apenas olhou para nós com um pouco de vergonha e de forma lenta foi fechando a porta, mais bilhões de coisas passaram na minha mente.

Mas antes de continuarmos, vamos descrever esta ‘mulher maravilha’ que mexeu com a minha cabeça (em todos os sentidos). Ela era uma morena de cabelos cacheados, com pele suave e um tom de pele apaixonante… as suas curvas eram como se fossem desenhadas no escorregar suave de um pincel sobre uma tela, suas pernas pareciam ser um caminho, admirável e lindas, uma entrada para o que há de maravilhoso entre elas, seus seios convidativos me faziam imaginar o que eu mais desejava se os tivesse na ponta da minha língua. Naquele dia, ela estava com um vestido, valorizando ainda mais aquele corpo lindo e sensual, ENFIM… QUE EU JÁ ESTOU FICANDO MUITO EXCITADO COM ESSA DESCRIÇÃO, PROSSIGAMOS COM O CONTO.

Por alguns instantes, os movimentos se tornaram lentos e os olhares fixos… até que o momento foi quebrado quando ela suspirou e meio que espremeu as pernas… não estava acreditando!! Ela estava assustada, com vergonha, porém muito excitada… Já que a oportunidade é difícil bater duas vezes, me aproximei perto dela. Ela com o olhar fixo nos meus, segurei pela cintura e levemente, com os olhares fixo, encostei meus lábios nos dela e senti que ela cada vez mais se entregava ao momento, então, da cintura, minha mão foi descendo até puxar mais o seu vestido. Enquanto isso, a outra guria gostosa estava lá olhando um pouco sem entender. Na minha cabeça, aquilo era um sonho e, realmente, não estava a fim de acordar, mas vamos lá pra sacanagem.

Percebi que a mina gostosa estava lá olhando com cara de pedinte, então claro que fui atender o desejo de ambas: tem leite pra todo mundo! Coloquei a “L” em cima da mesa, abri aquelas pernas lindas para ir ao encontro da felicidade. Enquanto isso, a guria gostosa foi chupar meu pau, eu estava tão excitado que chegava a salivar, puxei logo a calcinha da “L” e comecei a satisfazer aquela deusa da gostosura. Ela gemia também timidamente enquanto eu chupava sua buceta de forma um pouco veroz, afinal, estava uma delícia, não queria deixar nenhum gozo dela escapar, chupava com vontade aquela buceta… e ia a loucura a cada vez que a danada da gostosa passava a língua na cabeça do meu pau. EU ejaculava tanto lubrificante e ela bebia tudinho.

Hora de trocar de turno porque eu queria aquela língua sexy e gostosa da “L” chupando a cabeça grossa e rosa do meu pau. Coloquei a gostosa em cima da mesa, abri as pernas dela e chupei com vontade. Enquanto isso, a “L” fazia loucuras lá em baixo, nossa, ela passava a língua de baixo a cima no meu pau, concentrando mais as lambidas na cabeça dele, eu simplesmente ia a loucura. Mas minha vontade era outra: Coloquei a gostosa em baixo e a L em cima, todas de 4, com a bunda virada pra mim, então comecei a brincadeira, comecei com a “L”, aquela buceta era muito gostosa pra ficar lá sem ser preenchida, então enfiei meu pau devagarzinho, por ter a cabeça muito grossa, não queria empurrar de uma vez, então foi aos poucos. Comecei a socar naquela bucetinha, estava quente, molhada, sentia ela sugar meu pau como se quisesse engolir ele.

Gradualmente, comecei a socar mais rápido todo meu pau e ela gemia forte até gozar. Tirei meu pau e sabia que a gostosa queria era que eu comece o cuzinho dela, então não perdi tempo e já fui enfiando naquele cuzinho apertado. Nossa, como eu adorava ouvir os gemidos dela, parecia que eu estava arrombando ela por trás, ela gemia de prazer e eu socava com tesão. Em meio a toda aquela cena gostosa, não consegui segurar muito, tirei meu pau rápido e as duas abriram a boca pra receber todo o meu gozo, então gozei e distribui na boca de cada uma delas e elas pareciam se maravilhar com todo aquele gozo quente escorrendo na boca delas.

Concluindo… depois disso, não quis nem saber. Sempre que a gostosa me chamava para ajudá-la no trabalho, eu ia… kkkkkk. Já com a “L”, eu passei a admirar mais ainda e mantive contato, houve outras histórias com ela, mas isso é outro conto desse leitor despudorado.

Gostou? Compartilhe
Quantas estrelas merece esse artigo?

Baiana. Graduada em Letras Vernáculas e estudante de Jornalismo. Realizou pesquisa em Análise do Discurso, estudando a produção do discurso pornográfico. Descobriu-se apaixonada por assuntos relacionados ao sexo e a sexualidade. Adora brincar com as palavras e fotografias.

luu.rosarioo@gmail.com