Sem Tabus

Verão, sexo e suor

O verão chegou e, com ele, a sensação de calor. Nessa época, a transpiração aumenta e beber água torna-se ainda mais imprescindível. De acordo com Nuno Cobra, preparador físico, o calor modifica o corpo humano porque a temperatura interna das cavidades craniana, toráxica e abdominal aumentam. Ele afirma que se a temperatura subir demais, há uma desintegração das proteínas. Além do mais, na dinâmica de circulação do sangue, o preparador físico salienta o uso de roupas leves no verão para que, assim, ocorra a evaporação do suor, pois ele é o responsável por esfriar o sangue – que será levado ao interior do organismo com o objetivo de captar calor e conduzí-lo à superfície da pele.

 

Entre as inúmeras atividades físicas que podemos fazer nessa época, a melhor delas está ilustrada na imagem acima. Fala a verdade: a melhor e a mais prazerosa não poderia ser outra. O sexo movimenta as articulações e os músculos, trabalhando ritmicamente com todos eles e proporcionando saúde aos participantes. Sem contra indicação, ele queima um pouco das gordurinhas indesejadas e, segundo o cardiologista Nabil Ghorayeb, uma relação sexual normal (com provável duração de 10 min) corresponde a uma atividade física de intensidade leve a moderada.

 

Durante o sexo, o suor escorre e os corpos se escorregam um sobre o outro. Quem nunca virou o rosto para que o suor do outro não caísse dentro dos olhos? Quem nunca perdeu aquela escova que havia deixado o cabelo lindo? Quem nunca precisou dar um tempo para conseguir vestir-se por causa do corpo ou da roupa molhados? Quem nunca encharcou lençóis? Como assinalado acima, o suor é bom e para que o sexo ocorra com tudo o que tem direito, não é necessário roupa alguma – isso favorece a circulação sanguínea e torna a prática ainda mais saudável.

 

Um outro fator importante, além deste suor todo, é o cansaço que a atividade pode ocasionar. Se você ficar alguns meses sem transar, quando for fazê-lo, sentirá o corpo super cansado no outro dia. Essa é a mesma sensação de quem não está acostumado com academia e resolve começar a frequentar, a diferença é que no sexo você acostuma mais rápido (é claro, né?).

 

Neste verão lindo, entregue-se. Foda, transe, trepe, dê uma. Permita-se suar à vontade. Faça, do corpo alheio, tobogã. Não se preocupe com roupas de cama ou com quaisquer outros objetos e lembre-se, como canta Tuca Fernandes, que “É verão, sei lá, á uma vontade boa de se dar. Tempo bom de ser feliz, tempo bom de namorar”.
Lu Rosário

Jornalista. Baiana. Leonina. Feminista preta. Apaixonada por tudo o que diz respeito a sexo e sexualidade. Palavras e fotografias são suas taras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.