HomeSexo e SexualidadeOutubro acabou, mas a prevenção contra o câncer de mama não!

Outubro acabou, mas a prevenção contra o câncer de mama não!

Sei que não falei sobre o câncer de mama no mês da conscientização, mas lembremos que este assunto é atemporal. Por não ter autoridade nem nunca ter sido acometida por essa doença, resolvi fazer uma pesquisa para escrever sobre o assunto.

As mamas, como todos sabem, são glândulas cuja principal função é a produção de leite. O câncer ocorre quando suas células começam a se reproduzir muito rápido e desordenadamente. Segundo o site ABC da Saúde, a maioria dos casos acontece no acometimento das células dos ductos (que conduz o leite produzido para fora pelos mamilos) das mamas e denomina-se Carcinoma Ductal, podendo invadir ou não os tecidos que os envolvem.

 

cancer-mama

 

Há também o Carcinoma Lobular, que começa nos lóbulos (porções menores que compõem os seios) da mama e são considerados menos comuns, frequentemente acometem as duas mamas. Um câncer mais raro é o Carcinoma Inflamatório, que compromete toda a mama e a deixa vermelha, inchada e quente.

Para tanto, existem os fatores de risco. Alguns destes são modificáveis e, tomando os devidos cuidados, pode-se evitar as chances de desenvolver a doença. Terapia de reposição hormonal e anticoncepcional oral, quando tomados durante muito tempo, aumentam as possibilidades de vir a ter a doença devido ao aumento dos hormônios femininos estrogênio e progesterona. A exposição à irradiação, não ter filhos ou engravidar após os 35 anos e menstruar cedo ou parar de menstruar tarde também são considerados fatores de risco para um provável câncer nas mamas.

 

fatores-de-risco-do-cancer-de-mama1

Há algumas medicações, no entanto, que retardam a ação de tais hormônios, bem como a retirada do ovário (menopausa cirúrgica) – ambos os casos necessitam de intervenção médica. Além disso, a amamentação prolongada é mais uma das razões para redução dos riscos deste câncer, que acontece com mais frequência em mulheres acima de 35 anos porque quanto maior a idade maiores os riscos. O mesmo acontece com aqueles que têm um histórico de pessoas que tiveram câncer na família.

Então, mulheres, mais do que falar deste câncer, quero que entendam o quanto é importante cuidar da saúde e, para isso, deve-se evitar o uso excessivo de álcool; controlar o peso, evitando a obesidade; e alimentar-se de forma saudável, sempre. Exercícios físicos também são essenciais.

O Câncer de Mama normalmente não dói e é facilmente detectado através do autoexame, ou seja, através de um nódulo encontrado após a mulher se apalpar. Além disso, ela pode notar uma assimetria em suas mamas, retração na pele ou um líquido sanguinolento saindo pelos mamilos, podendo ainda, em casos mais graves, perceber feridas com odores desagradáveis.

Ao encontrar algum desses sintomas, é fundamental procurar o médico rapidamente para que ele faça os exames que auxiliarão na detecção da doença. O tratamento é definido a depender do caso, podendo retirar apenas o nódulo ou tendo que retirar a(s) mama(s). Após a cirurgia, define-se o tratamento auxiliar adequado, podendo ser encaminhada para a radioterapia, quimioterapia ou hormonioterapia.

como-fazer-o-auto-exame-da-mama

 

A detecção precoce é fundamental, então procure um médico ou faça o autoexame mensalmente. Com a internet, todos nós temos acesso a quaisquer tipos de informações. Então, vamos nos ater a elas e pesquisar bastante. Existem milhares de Campanhas contra o câncer de mama e a favor do autoexame, além de diversas empresas que apoiam este bem. A saúde deve ser sempre a nossa principal prioridade.

Espero ter contribuído, de alguma forma, ou ao menos despertado em vocês o interesse pelo cuidado e prevenção. E se souberem de mais alguma coisa que não foi dita aqui, me escrevam, tanto em comentário quanto em e-mail, sou ouvidos e olhos.

Gostou? Compartilhe
Quantas estrelas merece esse artigo?

Baiana. Graduada em Letras Vernáculas e em Jornalismo. Realizou pesquisa em Análise do Discurso, estudando a produção do discurso pornográfico. Descobriu-se apaixonada por assuntos relacionados ao sexo e a sexualidade. Adora brincar com as palavras e fotografias.

falecom.lurosario@gmail.com

Sem comentários

Comente