Sem Tabus

Cospe ou Engole?

Este é o questionamento mais comum que existe quando o assunto é sexo. Cuspir e engolir são as palavras da vez no manual do sexo oral masculino e, quem coloca a boca na botija, costuma se perguntar como deve reagir ou então opta por seguir seus impulsos e as dicas das amigas. No entanto, não é simples assim decidir-se quais caminhos dar para a porra do cara que quer ejacular ou acabou de realizar o ato em sua boca ou nas proximidades dela.

Algumas mulheres dizem do cheiro, outras falam que o gosto é ruim e há quem diga que é bom. Algumas não curtem a espessura e outras adoram tudo isso. Logo, como tudo na vida, gostar ou não de engolir é algo bem relativo. Entretanto, há uma gama de mulheres que tem vontade de experimentar, mas não sabe como fazê-lo porque – para isso – precisa conhecer melhor sua composição. Quase esqueço de dizer, mas há quem diga que a porra (como já disse anteriormente e como costumamos falar) é bastante nutritiva e faz bem para a pele e para os cabelos.

Pensando no que tantas pessoas dizem por aí sobre o assunto, resolvi fazer uma pesquisa (é claro!). A porra é composta de esperma, muco, plasma seminal e fluído prostático A, além de conter cerca de 10% de esperma e o restante consistir em enzimas, vitamina C, cálcio, proteína, sódio, zinco, ácido cítrico e frutose. De acordo com o Sexpedia, uma ejaculação corresponde a uma colher de chá de sêmen e essa quantidade possui 20 calorias.

Quanto ao gosto, lembro-me muito bem de um norte-americano que o utiliza em suas receitas e chegou a publicar um livro. Paulo Photenhauer é um enfermeiro que vê no sêmen, há 9 anos, um dos ingredientes de suas receitas. Como um bom conhecedor, ele ressalta – em uma entrevista para a Folha de São Paulo – que “Percebi que comer gengibre melhora o sabor, então passei a beber muito chá de gengibre”.

A alimentação do homem, portanto, pode modificar o gosto da sua porrinha. O Sexpedia também salienta que alimentos como carne vermelha, alho, cebola e café podem deixá-la amarga e ácida enquanto os alimentos que naturalmente contêm açúcar, como frutas, podem deixá-la mais doce. Logo, a gente conclui que não precisa ter receio de engolir porque depende do que o boy come pra o leitinho ficar gostoso ou não. Leu isso aqui, homens? Este texto também é para vocês.

Uma coisa essencial é saber muito bem com quem o parceiro anda, ou seja, confiar bastante nele porque o esperma também pode oferecer riscos à saúde caso ele possua alguma doença infecciosa ou sexualmente transmissível. Sexo oral deve ser feito com camisinha, o “cospe ou engole” deve ser realizado em casos especiais, ok? Para os homens, o fato de engolir ou não deve ser só um complemento ao prazer. Cabe, a quem vai degustar, a palavra final. O momento deve ser gostoso para ambos. Se você não tiver a fim de engolir, então cuspa. Ninguém é obrigada e o seu prazer conta muito e conta sempre – não se esqueça disso.

 

Lu Rosário

Jornalista. Baiana. Leonina. Feminista preta. Apaixonada por tudo o que diz respeito a sexo e sexualidade. Palavras e fotografias são suas taras.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.