HomePosts Tagged "sexshop"

Idealizado pelo empresário Leonel Borges, o Sex Shop Market é uma inovação dentro do mercado erótico e sensual. A possibilidade de anunciar produtos ou serviços de uma forma simples e segura é o seu diferencial. Assim como em um shopping, o Sex Shop Market é um site onde comerciantes se cadastram e anunciam gratuitamente. Além do mais, ele evita as preocupações relacionadas a espaço físico, busca de clientes ou, até mesmo, os custos de um site virtual.

Para não deixar dúvidas, Leonel Borges elencou quatro vantagens para anunciar no Sex Shop Market. Entre eles, encontra-se, primeiramente, a credibilidade já que este site é administrado por ele que tem 5 anos de experiência neste seguimento. Além do mais, o fato de muitos anunciantes já serem conhecidos também proporciona confiança aos possíveis compradores no processo de comercialização pelo site. Mais do que isso, o Sex Shop Market auxilia nesses tempos de crise, aumentando as vendas por ser um canal de divulgação de larga escala e, portanto, atrair e agregar novos clientes aos anunciantes.

Para fazer parte da rede do Sex Shop Market e anunciar seus produtos, basta seguir o passo a passo abaixo.

 

  1. Acesse o site Sex Shop Market e clique em CRIAR CONTA.

 

2. Preencha todas as informações necessárias e confirme seu cadastro. Logo após, você vai será direcionado para a seguinte página.

Veja que tem a categoria para adicionar produtos e que há um painel de controle com a quantidade de anúncios já inseridos. Achei tudo de bom! O fato deles já terem sido aprovados significa que todos os anúncios vão passar por uma aprovação antes de ir para o site Sex Shop Market. Assim, o foco deste continua garantido. O site também oferece as opções Gratuito e Premium, ficando ao seu bem prazer escolher se quer ou não ter os seus produtos em destaque pagando só um pouquinho a mais.

Até agora falei apenas daquele que pretende anunciar, mas para o consumidor este site é tão válido quanto porque, assim, você encontra o Sex Shop ou consultores de produtos eróticos mais perto de você e recebe seus produtos conforme acertado com o comerciante. Desse jeito não há neuras para adquirir o que você precisa. E se quiser, também há um passo a passo simplificado para você. Segura essa!

 

  1. Ao clicar no estado em que mora e deseja receber o produto, encontrará todos as cidades e produtos onde eles se encontram

 

2. Ao escolher o produto em sua cidade, clique sobre ele e terá as informações desejadas: método de entrega, dicas de segurança e dados do anunciado, tais como encontra-se na imagem abaixo

 

Agora me diz: o Sex Shop Market é bom ou não é? O mercado erótico está buscando sempre inovar para que sejamos pessoas mais libertas(os) quando o assunto é sexo e para que também tenhamos mais qualidade de vida. Depois dessa, independente de ser comerciante ou consumidor, dá um clique e acesse o site para conhecer.

Se tiver a fim, salve em seus favoritos para que você seja salva naqueles momentos quentes da vida. Como diz o ditado popular, “melhor prevenir do que remediar” e “sexo é bom na ponta da língua”. Assim, toda ousadia a mais será sempre bem vinda.

Um novo ano vem chegando e, sem querer querendo, nos permitimos a uma série de planos e votos de recomeço. Há sempre quem busque aquelas simpatias para encontrar um amor, melhorar a vida sexual e por aí vai. Nossa vida amorosa sempre está pedindo um complemento para que o “viveram felizes para sempre” saia dos romances e se concretize.

Quando não estamos pensando naquele boy ou girl que deve entrar em nosso caminho, estamos torcendo para que uma lingerie ou uma cueca nova faça todo o efeito no momento a dois com quem gostamos. Comemos as doze uvas para termos dinheiro no ano seguinte, pulamos as sete ondas e escolhemos a cor da calcinha como desejo maior do que queremos que venha pela frente. Tem mulheres que, inclusive, se lambuzam de vermelho, vestindo-se da cabeça aos pés para ver se aparece um amor, mas parecem esquecer de uma coisa: tão bom quanto ter alguém é ter o amor próprio nas alturas.

Pensando em amor próprio e em potencializar o sexo indo além das lingeries, o mercado erótico tem crescido de forma exorbitante. Não tem um falo para se relacionar? Tente um dildo, um vibrador. Você gosta daquela coisa dele ejacular e pá? Já existe o vibrador com ventosa que faz esse papel. Quer sentir o calor da excitação entre as pernas? Invista nos excitantes femininos. Gosta da refrescância? Não faltam produtos. Gostaria de sentir os dedinhos lá naquele lugar? Compra um vibrador rotativo. Não sabe como lidar segurando nele para sentir prazer? Compra daqueles com controle remoto, tem com ou sem fio, mas não deixe pra gozar somente quando tiver alguém porque não lhe faltam aparatos para tal.

Se o seu caso é outro, pois você tem alguém e precisa melhorar a relação, então fica tão fácil quanto. Pense na infinidade de brinquedos e possibilidades que vocês podem encontrar para tornar o sexo louco, romântico, engraçado, inusitado, selvagem. Não faltam meios de se investir em si e no outro com uma cajadada só. Dessensibilizante anal e oral fazem a cabeça de ambos porque possibilita melhorar ainda mais o que já era bom. Bebidinhas com afrodisíacos dão aquele calor, mousses e produtos comestíveis são uma delícia para lamber e, quase literalmente, comer o outro.

Quando a gente inicia um novo ano, pensamos em tudo, mas esquecemos de ir na consultora de produtos sensuais mais perto de nós ou naquele sex shop ali da rua ao lado. Eles são os locais mais adequados para nos apimentar e apimentar nossas relações. Com eles, não precisamos ficar esperando o efeito da simpatia tal e qual porque somos nós quem colocamos a mão na massa e fazemos o momento sem necessidade de nos fincarmos na linha do tempo.

Para que 2017 supra as suas necessidades nesse sentido, desejo aquela visita esperta sem medo, vergonha ou compromisso. Assim, a gente se empanturra e consegue dar conta de um novo ano bem mais prazeroso em todos os sentidos do termo.

Sex Shop é aquele lugar que parece um paraíso, todo mundo tem vontade de entrar, mas nem todos tem coragem. Essa covardia está aliada aos julgamentos alheios devido ao fato de você estar adentrando em um local que é todo recoberto de sexualidade. Passar pelas portas de um lugar que vende produtos eróticos assemelha-se a expor a sua intimidade e ter a sua privacidade invadida – tais coisas são vistas dentro de um conjunto fechado por algumas chaves.

As pessoas, principalmente as mulheres, crescem dentro de um sistema que lhes inviabiliza quaisquer manifestações e possibilidades sexuais. Na relação familiar e ainda na adolescência, não é possível falar sobre o assunto perto delas nem ver cenas de erotismo na televisão ou até mesmo oferecer a oportunidade de momentos a sós com alguém do sexo oposto. Comigo, que sou mulher, bem como com minhas amigas e conhecidas foi assim – a mesma criação em seios familiares diferentes; já com nossos irmãos, a liberdade era maior e eles podiam – inclusive – dormir com suas namoradinhas em seus respectivos quartos.

Apesar da liberdade maior dos homens, ainda assim, entrar em um sex shop não é uma tarefa tão fácil porque o seu contato passa pelo outro e abrir a boca para falar de si neste quesito não é fácil para ninguém, especialmente se este outro for do sexo oposto. De acordo com um leitor, “Às vezes fico com receio das pessoas que passam e nos vêem lá dentro, principalmente se for uma mulher, e de ser atendido por uma; mas, pelo prazer, a gente encara tudo”.

Pela internet ou até mesmo em lojas físicas, os sexs shops trabalham com uma política de discrição, que é considerada essencial quando o assunto é sexo. No entanto, tais lojas não virtuais encontram-se em ambientes públicos e isso dificulta o acesso pelos que gostam de preservar sua intimidade. Quando se é evangélico, entrar em sex shops é algo mais agravado. Uma leitora disse ao Pudor Nenhum que “Eu tenho receio de entrar em um local desse e, quando sair, der de cara com alguém, principalmente com os evangélicos. Eu vou ficar muito envergonhada, principalmente porque ficam em locais públicos”.

Além desse julgamento como se um evangélico não tivesse uma vida sexual com o parceiro, há também a preocupação daqueles que são muito conhecidos naquele bairro, cidade ou estado. Uma leitora, portanto, enfatiza que “A minha questão é principalmente por ser uma pessoa pública e meu esposo também. Então, vamos supor que eu estou preparando uma surpresa. Se alguém ver e comenta com ele, isso pode gerar um desconforto. E tenho receio de também encontrar alguém na saída. Como são posicionados em locais de muito movimento, isso inibe entrar. Quando a gente fica sabendo de um vendedor individual ou de um sex shop itinerante, a gente fica mais à vontade”.

E é desse modo que tem surgido os sex shops itinerantes a fim de atender a demanda de mulheres e homens que optar por resguardar a sua privacidade. Esta tem sido uma das grandes apostas do mercado e o Pudor Nenhum, é claro, está entrando no ramo. Por enquanto, não venderei por aqui, mas farei resenhas dos produtos. Aos que moram em Vitória da Conquista, na Bahia, é só enviar um e-mail ou comentário que a gente troca figurinhas e se encontra. Para quem for de longe, faça o mesmo e daqui a gente calcula o frete e eu te envio com o coração maior do mundo. Farei também um grupinho no whats e será super sexcreto, ta? Quem quiser, é só avisar. Enquanto isso, vou aqui ajeitar todos os pedidos que vão nos dar o maior prazer com toda a discrição que precisamos. Nos reencontramos em breve!